Signify traz serviço de impressão de luminárias 3D Philips para o Brasil

Signify traz serviço de impressão de luminárias 3D Philips para o Brasil

A Signify, especialista mundial em iluminação, introduziu seu serviço de impressão de luminárias 3D Philips no Brasil. Este lançamento permite ao cliente, arquiteto ou designer de iluminação personalizar projetos profissionais, além de oferecer a oportunidade para encomendas de luminárias que utilizam a tecnologia de impressão 3D a partir de material reciclável.

“Somos uma empresa com forte presença no Brasil e queremos continuar atendendo nossos clientes com as mais recentes inovações”, declarou Sergio Costa, presidente da Signify Brasil. “Disponibilizar a impressão 3D aqui é parte disso, ao mesmo tempo que mostra nosso compromisso em apoiar a economia circular para uma melhor sustentabilidade no País.”

Tornar a economia mais circular tornou-se mais importante do que nunca. Hoje as pessoas usam 1,6 vezes mais recursos que o planeta pode sustentar, e a escassez e o desperdício de recursos atingiram proporções preocupantes.

O investimento da Signify em impressão 3D reforça ainda mais seu compromisso com o consumo e produção responsáveis (SDG12) com produtos que podem ser reimpressos, recondicionados, reutilizados ou reciclados. É um elemento-chave do compromisso da Signify em dobrar suas receitas circulares para 32% em 2025, como parte do programa Brighter Lives, Better World 2025 , lançado em setembro de 2020.

Uma luminária impressa em 3D fabricada com a nova tecnologia (excluindo os componentes eletrônicos e a óptica) tem uma pegada de carbono 47% menor do que uma luminária de metal de fabricação convencional.

A empresa aperfeiçoou esta forma de fabricação altamente flexível e mais sustentável, usando um material de policarbonato 100% reciclável, que permite que as luminárias sejam projetadas sob medida ou adaptadas às necessidades exatas do cliente e recicladas no final de sua vida útil.

“Na Signify, aplicamos os princípios da economia circular, que privilegia a reciclagem, de forma a tornar o nosso modelo de negócio mais sustentável. Nossas impressoras de luminária 3D nos permitirão reutilizar totalmente o material de base, sem gerar desperdício e criando um ciclo de vida de produto totalmente verde”, acrescentou Costa.

Luminária personalizável

O serviço de impressão 3D oferece aos clientes que estiverem desenvolvendo projetos de iluminação profissional no Brasil a oportunidade de projetar e criar luminárias de acordo com suas necessidades e preferências, e ter suas ideias concretizadas em pouco tempo.

Para facilitar o processo de design, a Signify oferece uma gama de modelos iniciais de luminárias de alta qualidade, incluindo painéis downlights, projetores e pendentes, que permitem aos clientes adicionar seus toques pessoais ao misturar e combinar elementos de design, como cor ou textura, proporcionando diversas possibilidades.

As luminárias podem ser customizadas com diferentes cores, formas e tamanhos para criar espaços únicos em uma loja, por exemplo, de modo a destacar os expositores.

Os escritórios podem utilizar produtos mais funcionais como painéis downlights e personalizar as formas, materiais e texturas de acordo com as necessidades de seu local de trabalho, fazendo com que os funcionários se sintam mais confortáveis.

Os hotéis e restaurantes podem personalizar as suas luminárias com esta solução flexível de iluminação decorativa e funcional que permite dar um toque suave ao seu interior de forma mais rápida e fácil.

O que é notável na impressão de luminárias a 3D são os materiais recicláveis usados. Uma vez que a empresa decida ajustar a iluminação às novas necessidades, preferências ou tendências, eles podem entregar as suas luminárias atuais, e a Signify processará e reutilizará os materiais para criar as luminárias.

Para obter mais informações, visite o website: https://www.tailored.lighting.philips.com/pt/default.aspx

Leia também Fluxo luminoso depende do tipo de tecnologia empregada no produto

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Últimas notícias