Anuário Estatístico de acidentes de origem elétrica 2021

Anuário Estatístico de Acidentes de Origem Elétrica 2021 traz raio X de ocorrências no País

A Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel) lançou, no dia 19 de março, a mais recente versão de seu Anuário Estatístico de Acidentes de Origem Elétrica, único documento que reúne dados deste tipo de acidente no Brasil.

O Anuário carrega dados exclusivos de acidentes originados por choques elétricos, incêndios por sobrecarga de energia e descargas atmosféricas. Os dados são segmentados por região, estado, localidade, gênero, faixa etária, profissão, tipologia, dentre outros aspectos. É possível, por exemplo, saber quantos acidentes de origem elétrica aconteceram dentro das residências e qual foi a faixa etária mais atingida. Veja alguns destes dados a seguir.

Choque Elétrico

Região brasileira

O Nordeste tem sido, ano a ano, a região com mais problemas no que se refere ao choque elétrico e, em 2020 não foi diferente, com 294 mortes. Por ser a maior em número de estados e a que possui mais problemas sociais, infelizmente, observa-se estados nordestinos ganhando esta triste colocação – em especial, a Bahia, que tem sido sempre a “campeã” no ranking de mais mortes por choques elétricos no Brasil, e que, em 2020, novamente ficou com este 1º lugar, com 79 mortes. Veja o ranking abaixo:

Anuário Estatístico de acidentes de origem elétrica 2021
Anuário Estatístico de acidentes de origem elétrica 2021

Localidade

São dois os locais em que os choques elétricos mais acontecem: as residências (urbanas ou rurais) e a rede aérea de distribuição de energia elétrica. Ambos competem ano a ano. Em 2020, os acidentes por choque elétrico nas redes aéreas foram maiores, com 237 mortes; já as residências somaram (casa+apartamento+rural) 203 mortes. Veja no gráfico abaixo estes e outros locais de ocorrências de mortes por choque elétrico no País.

Profissão

Os acidentes que acontecem dentro de casa vitimam jovens (crianças) e idosos, com mais frequência, porém a manutenção caseira tem vitimado muitos adultos que “acreditam” que são capazes de fazer uma reforma na instalação elétrica. Os profissionais da área elétrica, bem como os da construção civil, continuam se destacando. No entanto, ultimamente, os agricultores têm se tornado uma figura de destaque neste ranking.

Incêndios

Regiões brasileiras

Os incêndios gerados a partir de uma sobrecarga de energia, posterior curto-circuito e, em sequência, um princípio de incêndio, somaram 583 ocorrências em 2020, com 26 fatalidades e, destas, 12 com crianças pequenas (0-5 anos). Este é um dado muito triste e preocupante. Das regiões brasileiras, o Sudeste sempre acaba se destacando, seguido de perto pelo Sul. No ranking dos estados, São Paulo, uma vez mais é o destaque negativo.

Estes dados constam no Anuário Estatístico Nacional de Acidentes de Origem Elétrica da Abracopel, porém o material contém mais informações. Faça o download do conteúdo total aqui.

Leia também Mortes por eletricidade superam as por dengue no Brasil

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Últimas notícias