CPFL moderniza sistemas de iluminação de hospitais de Ribeirão Preto

CPFL moderniza sistemas de iluminação de hospitais de Ribeirão Preto (SP)

Foram trocadas 340 lâmpadas convencionais por tecnologia LED e instaladas duas usinas fotovoltaicas

A CPFL Paulista concluiu recentemente os Projetos de Eficiência Energética da Santa Casa de Misericórdia e do Hospital Santa Lydia em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Com investimento total de R$826 mil, a companhia trocou 340 lâmpadas convencionais por tecnologia LED – mais econômica e duradoura – e instalou uma usina solar fotovoltaica de 130,7kWp de potência na Santa Casa, enquanto o Hospital Santa Lydia recebeu outra usina com potência prevista de 53,6kWp.

Inserido no Programa CPFL nos Hospitais, os projetos impactam positivamente na comunidade local e de cidades próximas. O investimento de R$647 mil na Santa Casa proporcionará uma redução de cerca de 160MWh ao ano, consumo equivalente ao de 804 residências por mês.

Em dinheiro, esse valor chegaria a um pouco mais de R$6 mil anuais economizados. A obra ainda evitará a emissão de 12 toneladas de CO2 na atmosfera – o mesmo que o plantio de 72 novas árvores.

Já para o Hospital Santa Lydia, o aporte de R$179 mil possibilitará uma redução de cerca de 65,7MWh ao ano, consumo equivalente ao de 336 residências por mês. Em dinheiro, quase R$2,5 mil anuais serão economizados. A obra ainda evitará a emissão de cinco toneladas de CO2 na atmosfera – o mesmo que o plantio de 30 novas árvores.

“O programa está sendo executado para beneficiar o hospital no mais breve intervalo de tempo, considerando o contexto da pandemia e utilizando todos os protocolos de segurança recomendados pelos órgãos de Saúde Pública”, explica Felipe Henrique Zaia, gerente de Eficiência Energética da CPFL.

Desde outubro de 2019, a CPFL Energia atua em prol da melhoria na saúde pública em toda a sua área de atuação por meio do Programa CPFL nos Hospitais. As iniciativas fazem parte do Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e ajudam instituições públicas e filantrópicas a reduzirem suas contas de energia.

O Programa CPFL nos Hospitais vem destinando recursos para a realização de projetos em três anos, desde 2019. “Assim como a Santa Casa e o Hospital Santa Lydia, estão aptos a participar da ação as instituições públicas e filantrópicas de saúde situadas nas cidades das áreas de concessão das nossas distribuidoras”, complementa Zaia.

A Santa Casa de Misericórdia e o Hospital Santa Lydia pertencem ao Sistema Único de Saúde (SUS) e representam uma fonte de atendimento médico para grande parte da população do município. O projeto de eficiência energética promoverá a sustentabilidade financeira das instituições, além de orientar para o consumo consciente de energia e a substituição de equipamentos obsoletos por mais eficientes.

O trabalho da CPFL nos hospitais

O programa conta com três frentes de trabalho: ações de eficiência energética, investimento na melhoria dos hospitais e um programa de doação em conta de energia para hospitais. O primeiro pilar de eficiência energética conta com investimento de até R$150 milhões nas quatro distribuidoras do Grupo CPFL: CPFL Paulista, CPFL Piratininga, CPFL Santa Cruz e RGE – e atenderá até 200 hospitais.

Foram mapeados cerca de 99 deles, nos quais serão instaladas usinas fotovoltaicas e substituídas lâmpadas com tecnologia obsoleta por modelos mais eficientes, de LED. Ao final do programa, é esperado que os hospitais economizem aproximadamente R$18 milhões por ano em suas contas de energia.

O segundo pilar desse programa dará continuidade a uma iniciativa conduzida pelo Instituto CPFL. Por meio do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) e dos Conselhos Municipais do Idoso (CMI), o Instituto CPFL vem investindo na melhoria nas condições dos hospitais.

O objetivo deste pilar é ampliar a oferta de serviços e expandir a prestação de serviços médico-assistenciais, apoiar a formação, o treinamento e o aperfeiçoamento de recursos humanos em todos os níveis, e realizar pesquisas clínicas, epidemiológicas, experimentais e socioantropológicas.

Desde 2018, estão em andamento investimentos que somam R$4,8 milhões e incluem melhorias nos hospitais do Instituto do Câncer (Fortaleza – CE), Hospital Fornecedores Cana Piracicaba (SP), Hospital Infantil Varela Santiago (Natal – RN), Hospital de Caxias do Sul (RS), Hospital do Câncer de Barretos (SP) e Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi de Veranópolis (RS).

O terceiro pilar do Programa CPFL nos Hospitais permite aos clientes realizar doações para os hospitais por meio da conta de energia. Isso aumenta a arrecadação dos hospitais e Santas Casas, permitindo investimentos na melhoria das condições de atendimento.

A CPFL Total – empresa do Grupo CPFL Energia – oferece esse serviço para 94 hospitais nos estados do Rio Grande do Sul e de São Paulo. Essa iniciativa de doação arrecada, em média, R$3,7 milhões por ano, recursos que auxiliam a gestão diária dos hospitais participantes. O objetivo é expandir essa iniciativa em 2020.

Leia também Hospital Municipal Irmã Dulce investe para reduzir conta de energia

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Últimas notícias